11 de julho de 2018 às 10:48

Ex-funcionário da Apple é preso por roubar segredos de carro autônomo

A ideia de andar de carro sem a necessidade de um motorista é um desejo real de muita gente. Vários testes estão sendo feitos por empresas como a Uber, Tesla e as gigantes da tecnologia não quiseram ficar de fora.

Crédito:Getty Images

Getty Images

A ideia de andar de carro sem a necessidade de um motorista é um desejo real de muita gente. Vários testes estão sendo feitos por empresas como a Uber, Tesla e as gigantes da tecnologia não quiseram ficar de fora.

A Apple é uma delas e uma polêmica envolvendo um ex-funcionário colocou o assunto novamente à tona. Principalmente pelo fato da empresa preferir manter seus projetos em segredo.

O engenheiro Xiaolang Zhang foi preso acusado de roubar detalhes de um projeto da companhia envolvendo carros autônomos.

Veja também

Autoridades dos Estados Unidos afirmam que ele baixou documentos ligados a uma placa de circuito do veículo autônomo e depois tentou fugir do país. A suspeita é de que o ex-funcionário pode ter divulgado as informações para uma startup chinesa que trabalha no setor de carros autônomos.

De acordo com a denúncia, o supervisor de Zhang informou que o engenheiro fez várias buscas em um banco de dados confidencial da Apple em abril. O que levantou a suspeita foi que ex-funcionário estava de licença paternidade na data.

Além disso, ele teria retirado placas de circuito e um servidor de computador do laboratório em que o projeto do carro autônomo era desenvolvido.

Zhang foi preso no último sábado (7) no aeroporto de San Jose (EUA) antes de tentar embarcar em um voo para a China.

Sobre a polêmica, a Apple afirmou que trabalha com as autoridades e fará o possível para "garantir que este indivíduo e quaisquer outras pessoas envolvidas sejam responsabilizados por suas ações."

A Apple estuda desenvolver seu carro autônomo já há alguns anos.

Inicialmente, o plano era construir o próprio veículo. No entanto, a empresa preferiu investir seus esforços na criação de um software e desenvolvimento de sensores inteligentes que possam ser integrados aos veículos de futuras companhias parceiras.

Calcula-se que cerca de 5 mil funcionários trabalham em tempo integral no projeto do carro autônomo.

*Com informações da Reuters e Bloomberg

Fonte: UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo