17 de maio de 2018 às 12:13

Mercado lança 2,3 carros por dia

Foram 190 novidades nos quatro primeiros meses do ano

Com vendas de 737.337 unidades e crescimento de 20,4% sobre o primeiro quadrimestre do ano passado, o setor de carros e comerciais leves está vivendo um momento importante no mercado. E como consequência, o consumidor recebe uma enorme quantidade de novidades. Foram nada menos do que 190 lançamentos nos quatro primeiros meses do ano, média de 2,3 por dia.

O dinamismo do mercado e a forte concorrência fazem com que as montadoras mudem a cada momento as suas estratégias, retirando determinadas versões menos procuradas e oferecendo novas opções ao consumidor: versões com mais itens de conforto e segurança para atender o cliente mais exigente, e, também, versões mais peladas, com o objetivo de reduzir o preço final e assim atender aquele comprador com menor poder aquisitivo e, ainda, versões especiais, como o HB20s Copa do Mundo. A ação do concorrente também é determinante para as alterações no catálogo de ofertas. O curioso é que, embora a lei permita, nem todas as novidades são modelo 2019. Tem muito modelo 2018 recém-lançado.

Então, fica aqui a primeira dica para quem vai comprar: na hora da escolha, a melhor opção do ponto de vista financeiro é o modelo 2019, que vai valer mais na hora da revenda. Segundo os dados do Selo Maior Valor de Revenda, a tendência é o modelo 2019 valer pelo menos 10% a mais do que o 2018, mesmo que o carro não tenha sofrido nenhuma alteração.

Cronos, S-10 Midnight, Ecosport Storm, Tiguan, Amarok v6, Virtus, Corolla, Toyota SW4, Volvo XC40, Audi A6, Peugeot 5008, Honda, CR-V e Civic Si foram alguns dos carros novos que chegaram nos últimos dias.

O sedã Cronos briga nos segmentos de entrada, é derivado do hatch Argo e importado da Argentina. Tem motores 1.3 Firefly e 1.8 E.torq, com preços a partir de R$ 53 mil.

O Tiguan Allspace é o primeiro dos cinco utilitários esportivos que serão lançados pela Volkswagen: motor flex 1.4 de 150 cavalos e opção de cinco ou sete lugares. A empresa lançou também o Virtus, sedã com motor de 128 cv por R$ 59 mil.

O Corolla novo continua com quatro versões: GLi, a XEi, a XRS e a topo de linha Altis, todas de motorização 2.0. A novidade é o preço do GLi, que caiu de R$ 92 mil para R$ 89.

A novidade do Toyota SW4 é a introdução da versão SRX Diamond, tração 4×4, motor diesel e sete lugares.

O Volvo XC40 vem com motor 2.0 de 192cv e de 255cv. É provável que o carro se torne eletrificado nas próximas versões. Os preços variam entre R$ 169 mil e R$ 214 mil.
Honda CR-V é a quinta geração do SUV da Honda, tem motor turbo 1.5 de 190 cavalos de potência e o sedã Civic Si usa motor turbo 1.5 (R$ 159 mil).

Vinte e cinco marcas lançaram versões este ano, sendo que a Renault foi a que mais apresentou novidades, 24 no total, seguida pela Toyota com 23, a Ford com 20 e a Mercedes-Benz com 16. Mas marcas de nicho de mercado, como Porsche (4 versões) e Jaguar (8), além da novata Ssangyong (8) também apresentaram novidades (veja a lista de lançamentos por marca).

A Renault lançou 24 versões, oito opções do furgão Master, sete do Duster, um Captur, quatro Sandero e dois Logan, entre outras (veja a tabela completa).

A Toyota lançou cinco opções do SW4, quatro do Corolla e 14 do Etios, entre sedã e hatch, sendo 23 no total.

Outra marca que abusou dos lançamentos foi a Ford, com 12 versões da picape Ranger e oito do Ecosport. A Mercedes lançou nada menos do que 16 versões da van Sprinter, entre as várias opções de configuração: furgão, longa de teto baixo e extra longa.

Volkswagen, Ssangyong, Jaguar e Mitsubishi lançaram oito carros cada uma; GM sete, Peugeot e Audi seis, BMW e Citroën cinco, Porsche e Kia quatro cada, Suzuki três, Honda, Lifan, Caoa Chery e Caoa dois cada uma e com uma novidade a JAC e a Lexus.

Veja os lançamentos de cada marca

Fonte: UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo